Veja como criar um programa de afiliados em seu e-commerce - All iN

Veja como criar um programa de afiliados em seu e-commerce

O crescimento acelerado dos e-commerces é uma evidência clara do novo modelo de mercado que a transformação digital vem criando. Além de representar uma ferramenta altamente eficiente para mediar as compras, as lojas virtuais geram valor de diferentes formas para sua empresa. Um bom exemplo disso é a possibilidade de criar um programa de afiliados.

No mundo digital, é possível conquistar crescimento financeiro mais rapidamente, graças ao estabelecimento de parcerias. Entretanto, é comum que surjam dúvidas sobre como isso funciona e qual a melhor forma de começar. Pensando nisso, criamos este post com tudo o que você precisa saber sobre a criação de um programa de afiliados em e-commerce.

O que é um afiliado?

A origem do termo “programa de afiliados” pode ser identificada no período de grande popularização dos blogs. Grosso modo, um anunciante procurava por produtores de conteúdos diversos, ligados ou não ao seu nicho de mercado, para estabelecer uma parceria. A relação era bem simples.

O contratado — no caso, um blogueiro — recebia uma comissão para falar diretamente ou relacionar o produto da empresa contratante em seu canal (blog). Um dos grandes focos de estudos ligados ao marketing é a relação do consumidor com uma marca. Quanto mais uma pessoa se identifica com uma empresa ou seus produtos, mais provável passa a ser a realização da compra.

É com base nisso que o programa de afiliados estabeleceu seu sucesso em todo o mundo. Com base na influência de seus parceiros, sua marca é levada até o consumidor por meio de um processo de afinidade — é natural confiarmos mais facilmente na qualidade de um produto se uma pessoa que admiramos demonstra ter essa mesma confiança.

Atualmente, o programa de afiliados abrange, em sua maioria, grandes influenciadores digitais. YouTubers, blogueiros e gamers são alguns exemplos de personalidades bastante procuradas para esse tipo de parceria. Para isso, é importante identificar pessoas do mesmo nicho de mercado no qual seu e-commerce atua.

Se sua loja virtual oferece produtos de maquiagem, por exemplo, é interessante procurar por uma YouTuber que faça vídeos com dicas da área. Ela pode citar sua marca e, em troca, receber uma porcentagem sobre as vendas convertidas de acesso pelo link no canal dela.

Caso seu e-commerce venda eletrônicos e peças de computador, você pode firmar parceria com um gamer que mencione sua marca em seus vídeos. Já no mercado editorial, diversas empresas brasileiras vêm criando programas interessantes de afiliados com os chamados

BookTubers. São pessoas que fazem vídeos com críticas e análises de livros. O pagamento, muitas vezes, é o próprio livro como presente antecipado.

É claro que esse tipo de parceria envolve toda uma negociação que tem suas particularidades. Quanto mais influente for o afiliado, maior a chance de retorno financeiro — e maior o valor exigido. O mais interessante, entretanto, é que o investimento é bastante seguro, já que o pagamento pode ser feito por cliques ou vendas confirmadas.

Para iniciar o programa, é necessário conhecer seus prós e contras, assim como avaliar sua relevância para o nicho específico do seu e-commerce.

Prós e contras de uma loja afiliada em e-commerce

Partiremos das principais vantagens proporcionadas pelo programa de afiliados para, em seguida, contrastá-las com as desvantagens mais comuns.

Marketing mais barato

Em primeiro lugar, a divulgação do seu e-commerce se torna significativamente mais acessível. Investir em grandes programas de marketing nem sempre é viável, principalmente para empresas em ascensão. O custo de um afiliado, entretanto, está vinculado ao sucesso da parceria.

Ao oferecer um pagamento percentual sobre as vendas realizadas, sua loja virtual diminui o risco sobre o investimento feito. Indo além, não há um custo direto com grandes produções audiovisuais ou similares. Basta acordar com o afiliado de que forma o produto deve ser apresentado e acompanhar os resultados da sua loja — assim como os acessos originados pela parceria.

Ao contrário dos anúncios feitos em redes sociais e outros meios de comunicação, o programa de afiliados só gera custos quando também há lucros — no caso, vendas realizadas.

Aumenta o valor da sua marca

Estabelecendo vínculos com pessoas influentes no mundo digital, sua marca ganha ainda mais valor. Trata-se de um dos maiores benefícios do programa de afiliados, já que o retorno sobre o investimento é de praticamente 100%.

Voltando ao exemplo das editoras brasileiras, o próprio ato de “presentear” os BookTubers com livros mostra que a empresa confia na qualidade do produto. É uma forma interessante de aumentar ainda mais a confiança na sua loja.

Por outro lado, é preciso levar em conta o trabalho extra que o programa exigirá da gestão do e-commerce.

Gerenciamento das parcerias

É importante destacar a necessidade de investir tempo e recursos na organização das parcerias. As parcerias podem se basear na simples menção de seus produtos no conteúdo produzido pelo afiliado. Entretanto, a depender do tipo de parceria que você pretende estabelecer, pode ser preciso ir além.

Imagens, pequenos vídeos e banners podem ser um complemento importante para que o afiliado estenda o marketing para o site ou canal na internet. Muitos e-commerces oferecem, por exemplo, um cupom de descontos exclusivo para o público daquele afiliado.

Nesse caso, será preciso criar o cupom, atualizar o sistema da loja, calcular a duração da promoção etc.

Uso de uma plataforma para gerenciar afiliados

O acompanhamento dos acessos exige uma ferramenta para o tracking dos afiliados. Algumas redes desenvolvidas para essa finalidade não apenas oferecem um sistema de gestão, como facilitam na busca por novos afiliados. Em geral, o custo é de uma pequena taxa sobre as vendas realizadas, mas o ROI continua positivo.

Ainda assim, esse sistema pode ser desenvolvido internamente, de acordo com a estratégia de sua empresa.

Como se planejar e criar um programa de afiliados?

O primeiro passo é definir que tipo de afiliado sua empresa vai buscar. O nicho do mercado é uma questão importante que merece prioridade, mas é preciso verificar também a relevância do afiliado e a responsabilidade de vincular sua marca a ele. Você não quer o e-commerce de sua empresa relacionado às pessoas erradas.

Em seguida, é preciso estabelecer uma boa estratégia de comissionamento. Antes de oferecer uma comissão específica, defina metas de faturamento próprias para sua empresa. O lucro não é a única meta de uma parceria desse tipo.

Muitos programas de afiliados têm como principal objetivo o aumento no número de clientes cadastrados na plataforma. Por esse ponto de vista, oferecer cupons de desconto ou mesmo pagar um percentual mais alto — para que o afiliado fale mais tempo sobre seu produto — podem ser boas estratégias para uma ação de curto prazo.

Por fim, antes de entrar em contato com os possíveis afiliados, é preciso calcular a porcentagem ideal a ser paga sobre as vendas. Afinal, o retorno sobre o investimento deve ser

positivo — exceto em casos como o citado anteriormente, no qual os objetivos iniciais são outros.

O importante é garantir que haja planejamento antes de enviar e-mails aos futuros parceiros. Lembre-se de apresentar a proposta inicial de forma clara, mas deixar os números exatos para o momento da negociação. Enviar algumas amostras é um complemento importantíssimo, pois o afiliado deve estar familiarizado com o produto.

Como você pode ver, o programa de afiliados em e-commerce pode ser uma ferramenta extremamente interessante para que sua empresa alcance um crescimento constante. Faça já uma pesquisa e veja como os produtores de conteúdo relacionados ao seu nicho de mercado podem proporcionar ótimas parcerias!

Gostou do post? Então se inscreva em nossa newsletter para receber mais conteúdos sobre o tema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *