Dicas infalíveis de e-mail marketing

Dicas infalíveis de e-mail marketing!

O e-mail marketing pode parecer um canal simples à primeira vista, mas para que sua mensagem chegue do ponto A ao ponto B, uma série de fatores precisam ser levados em consideração, até mesmo as dicas mais simples de e-mail marketing fazem toda a diferença na sua campanha por isso é importante relembrar as boas práticas antes de partir para técnicas mais avançadas.

Para te ajudar separamos 5 dicas principais para sua estratégia decolar:

  1. Plataforma de disparo
  2. Mailing e segmentações
  3. IP’s e outras configurações
  4. Assunto e mensagem
  5. Métricas e mensuração

Você já deve estar familiarizado com esses conceitos, mas que tal nos aprofundarmos e tiramos maior proveito sobre o assunto? Vamos lá!

1. Plataforma de disparo

É fato que alguma plataforma precisa ser escolhida. Se você está utilizando o Gmail para disparar e-mails em massa, pare tudo agora! No mercado existe várias opções para atender sua necessidade, hoje vamos aprofundar os serviços que a All iN Marketing Cloud oferece.

Além dos tradicionais recursos já conhecidos, a plataforma brasileira   líder em e-mail marketing, oferece mais de 30 features pra você inovar sua comunicação e dedicar tempo ao que realmente importa: a estratégia da sua comunicação.

  • Otimize ao máximo o resultado das suas campanhas usando o Teste ABCDE, criando até 5 opções de campanha e disparando a com melhor performance;
  • Aumente suas chances de abertura com repique automático de campanhas;
  • Veja quais banners e botões foram mais clicados no seu HTML através do mapa de calor e desenvolva suas campanhas de forma mais assertiva;
  • Confira como seu e-mail vai ser apresentado em outros provedores com o teste de webmail.

2. Mailing e segmentações para aumentar suas taxas de conversões

O coração de qualquer campanha de e-mail marketing é o mailing. A campanha precisa chegar no momento certo, para o usuário certo. Caso isso não aconteça, perderemos a relevância e engajamento com seus usuários. Cuide do seu mailing como um filho, construa com suas próprias mãos e busque informações sobre seus clientes.

Descubra o comportamento da sua base de clientes em poucos cliques usando o nosso Power Segmentador. Você pode segmentar por lista de contato, campanhas disparadas, todos os envios realizados em determinado período e ainda por comportamento, através do módulo de Remarketing, que analisa as ações dos consumidores no seu e-commerce.

Descubra quem clicou e quem abriu ou não sua comunicação;

Impulsione sua conversão descobrindo quais termos os usuários andam pesquisando em seu e-commerce;

Encontre usuários que adicionaram seus produtos a uma lista de desejos.

Uma regrinha básica que funciona para e-mail marketing: menos é mais, ou seja, trabalhe ações segmentadas, com menos usuários, porém mais assertivas, e reduza a frequência de disparo para usuários menos engajados. Um disparo com muitos usuários e baixo engajamento (considere como engajamento, abertura e clique), pode prejudicar sua entrega a TODOS os usuários, devido às políticas dos provedores.

O mailing é seu bem mais precioso, não desgaste a relação com seus clientes, e o mais importante: NUNCA, mas nunca mesmo compre mailings ou contrate empresas que prometam disparos a “X mil” usuários.

3. IP’s e outras configurações

Para que o e-mail marketing “funcione”, existem órgãos e políticas que regulamentam o canal através de IP’s, validações de domínio e autenticações. Para começar não abordarei as configurações e detalhes mais técnicos, pois a implementação destes variam conforme duas dicas importantes, são:

  • Rede de IP’s compartilhada ou dedicada: resumindo, a rede de IP’s é o que permitirá identificar de onde saiu seu disparo, e ela pode ser compartilhada, onde diversas empresas utilizam a mesma estrutura, ou dedicada, em que você é o dono do IP e a reputação dele depende apenas de você, seguindo as boas práticas do canal. A reputação de sua rede de IP’s e domínio te perseguirão em todos seus disparos, portanto, pense bem antes de disparar aquele e-mail “base toda”.
  • Configurações e autenticações: servem para provar que você mesmo, atuando como uma identidade virtual do seu disparador. Todas as autenticações e validações (medidas de segurança para evitar e-mails fraudulentos) são configuradas antes do seu primeiro disparo. Já imaginou se qualquer um pudesse se passar pela sua empresa?

4. Assunto e mensagem

Ufa! Chegamos no assunto, mensagem, arte e HTML. Que tal fazermos assim?

  • Assunto: junto de outros fatores, o assunto será um dos responsáveis pela sua taxa de abertura. Pense no que engaja seu público, desperte curiosidade, provoque, use emojis e abuse do preheader. Não sabe o que é? Veja no exemplo (Gmail mobile), onde o texto em negrito é o assunto e o texto abaixo o preheader. Para saber mais, dê uma olhada nesta matéria da Juliana Padron, feríssima da área.
  • Mensagem: basicamente, em tudo aqui vale a regra “pense no seu cliente”. Sempre haverá uma pessoa do outro lado da sua mensagem. O e-mail marketing é um canal muito pessoal, em que você chega diretamente na área do seu cliente, no cantinho dele, e ele só deixa entrar quem ele quiser. Se você entrou, faça por merecer, ofereça relevância e agregue valor.
  • Arte: já passei por cases de sucesso em que a arte era em texto simples. Encontre sua identidade, faça algo que represente a personalidade da sua marca e, se possível, opte por designs responsivos, ou que façam sentido tanto no desktop quanto no mobile, mas se precisar escolher um deles, dê preferência ao mobile.
  • HTML: se sua arte linda é enviada em uma única imagem, ou até em mini blocos fatiados, o provedor pode bloquear a mensagem antes que ela chegue. No e-mail marketing, você precisa de um equilíbrio entre texto e imagem (sim, é bem vago), então invista em um bom programador ou web designer, para que você consiga um bom resultado, adotando as boas práticas.

5. Métricas e mensuração

Por último, e um dos mais importantes, meça tudo. O e-mail marketing tem o potencial de ser o canal com o melhor retorno sobre o investimento (ROI) e a melhor taxa de conversão do seu e-commerce, mas como você provará meu ponto se não conseguir mensurar suas ações? Todo este conceito não é baseado em achismo. É experiência prática comprovada com grandes e-commerces, cursos especializados, estudos de mercado e, o mais importante, muitos testes realizados.

Para que você tenha uma noção do que buscar, deixarei abaixo taxas consideradas boas* para 3 métricas do canal, das quais costumo ficar de olho:

  • Taxa de abertura: 20% a 25%
  • Taxa de cliques (CTR): 3% a 5%
  • ROI: R$ 38 para cada R$ 1 investido
  • Taxa de conversão: 2,53%

Os indicadores acima servem apenas para que você tenha uma noção de mercado, pois assim como em outras mídias, eles variam de setor para setor. Meça e entenda suas taxas, compare entre envios, chegue até o final do funil de conversão, entenda o que levou seu cliente até lá, replique e faça tudo de novo. Lembre-se, o mercado está sempre em evolução.

Em resumo, o canal é complexo, porém apaixonante e gera resultados incríveis quando bem trabalhado. Com este artigo, você conseguirá dar os primeiros passos no e-mail marketing e já ter uma visão mais profunda sobre o assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *